Apr
9

Deu Branco!

By Nomina Design  //  colunas, World Fashion + Varejo  //  Comments Off on Deu Branco!

Ser conceitual é atributo essencial para quem, em tempos pós-modernos, é criativo e navega pelo competitivo universo do varejo da moda.

A dupla chilena composta por Jorge Godoy  Roman e Lene Nettlebeck da Gun Arquitetos, é autora do projeto Catedral de Água, instalação recentemente apresentada no Centro Cultural Matucana 100 em Santiago do Chile.  Os arquitetos  criaram um bosque de gotejantes estalactites brancas, alternados com um conjunto de estalagmites. A instalação é composta por inúmeros funis de tecidos brancos que foram preenchidos de areia e suspensos numa estrutura de ferro. Um sistema de irrigação mantém a areia molhada para que gotejem sobre os visitantes.

JorgeGodoy_Blog

 

A linguagem conceitual de um projeto arquitetônico como este pode, de certa forma, ser transposta para o ambiente de loja. Embora os cenários do varejo não sigam esta estética minimalista com superfícies planas e polidas, não há dúvida de que o branco apresentado por meio de diferentes materiais criam impacto visual.

Em Nova Iorque, meca da moda e de seus satélites, é a sede do BUILDING FASHION, evento  que une arquitetos e profissionais do dinâmico mundo fashion. O evento promove através dos arquitetos participantes, a criação de projetos para as chamadas pop up stores que dentro da atual proposta para o varejo, são verdadeiras instalações de moda!

Vale destacar a participação dos arquitetos da Snarkitecture para o estilista Richard Chai.

A loja idealizada pelos profissionais é toda inspirada numa geleira. As fendas escavadas criam a  impressão de um mundo natural, mas não passam de um trabalho de escultura no isopor dentro de um contêiner de navio.


RichardChai_blog

Dentro do mesmo evento, o espaço de 44 m2 projetado pelo arquiteto Dominc Leong da Leong Leong para o estilista SIKI IM, foi inteiramente recoberto por uma espuma de poliuretano biodegradável, sobreposta a um half pipe pontuado por nichos e prateleiras que foram esculpidas usando facas, serras e lixadeiras. A superfície resistente convida os visitantes a sentar-se descalços, a escorregar, e até mesmo comprar…

As roupas foram penduradas fora da vista, nas cavidades em cada extremidade da rampa, acessado pelas aberturas triangulares no chão. Projetado digitalmente em seções, a instalação foi construída fora do local, desmontado e remontado em três dias em um orçamento US$ 5.000.

SikiIm_blog

Acreditem, o branco tomou conta e provou o seu poder sinestésico.

 Por Noemi Saga, diretora de criação da Nomina Design

Este texto foi publicado na edição 138 da revista World Fashion+Varejo, na Coluna +Sua Loja

Comments are closed.