Apr
11

Os Surrealistas

By Nomina Design  //  colunas, World Fashion + Varejo  //  Comments Off on Os Surrealistas

Projetos de interiores tornam-se referência no universo do varejo ao estabelecer diálogos com os clássicos dos movimentos artísticos

Dos territórios do subconsciente e do sonho surgem imagens e acontecimentos inimagináveis no plano real. Mas alguns ambientes de lojas nos levam a experimentar estas dimensões.

São visões de um mundo de fantasia: Surreais.

“…EXIGINDO ROCKS, ANIMAIS, METAIS….” CAETANO, Veloso.

A Barneys de Nova Iorque homenageou os 60 anos da marca francesa Chloé com vitrines tematizadas por suas peças clássicas. O resultado veio do trabalho conjunto da equipe da Barneys com cabeleireiro Bob Recine.

Na vitrine, com um manequim vestindo o VIOLIN DRESS de 1983, um arranjo de instrumentos musicais “crescia” de sua cabeça e se espalhava pelo ambiente, como se ocorresse a materialização de um repentino estrondo de um concerto musical.

ViolinDress_blog

Violin Dress

 As tranças dos manequins, vestidos com o modelo BRAIDS (tranças, em inglês), formavam um rodamoinho de 6 metros de cabelos e cordas torcidas pelo teto da vitrine. Esse emaranhado parecia flutuar como nuvens, tentando romper o espaço e alcançar o céu.

Braids_blog

Braids

“TODO OVO QUE EU CHOCO, ME TOCO, DE NOVO…” BUARQUE, Chico

No teto, um olho grego estilizado.

Dele escorre uma lágrima em forma de um ovo dourado, que, por sua vez, “choca” um par de pernas negras.

Abaixo uma galinha gigante em azul Yves Klein.

Isso tudo pode parecer uma descrição de uma obra de René Magritte ou Salvador Dali, mas é a loja  Kokoo, em Chipre.

A galinha é um grande display de acessórios.

Na parede, centenas de cabos de guarda-chuvas funcionam como expositores.

kokoo_interno1_blog

kokoo_interno2_blog

 

“POR TRÁS DESTA LENTE TAMBÉM BATE UM CORAÇÃO…” VIANNA, Hebert.

Na óptica Kirk Originals, na Conduit Street, em Londres, os olhos nos olham e, literalmente, piscam através dos grandes móbiles digitais suspensos na vitrine.

Kirk_Vitrine_blog

Saindo do lugar comum, o interior da loja tem paredes escuras e repleta de centenas de pares de olhos em chapas brancas que parecem saltarem das paredes. Os “olhos”, na verdade, funcionam como displays para os óculos. Como nas obras surrealistas, os olhos parecem não pertencer a um ser humano real e sim, a uma mutação para um tipo de inseto de pernas finas e longas. Os clientes podem interagir reclinando e reposicionando os “insetos”.

 

Kirk _Display_blog

 

Será que Freud explica?

Fotos: Divulgação

Por Noemi Saga, diretora de criação da Nomina Design

Esse texto foi publicado na edição 144 da revista World Fashion + Varejo, na coluna +Sua Loja

Comments are closed.