Apr
10

Realidade Fantástica

By Nomina Design  //  colunas, World Fashion + Varejo  //  Comments Off on Realidade Fantástica

Projetos de interiores para o varejo contemporâneo utilizam metáforas e símbolos que ultrapassam limites da realidade e criam novas sensações que vão mexer com os sentidos dos observadores

Na literatura o realismo fantástico trouxe novos ares para expressar emoções. Aliás, se a literatura é a transposição do real para o ilusório, nada melhor que a fantasia para distorcer narrativas de cenas cotidianas.

Dias Gomes levou o estilo para a novela Saramandaia transmitida em 1976. E agora em remake, quem não se surpreende com as características irreais das personagens? João Vilar que, preso ao passado, até criou raízes. Dona Redonda que explode de tanto comer. Marcina, com sua volúpia, provoca incêndios. O professor Aristóbulo que vira lobisomem em noites de lua cheia, João Gibão cria asas, Cazuza, diante de uma injustiça,  põe o coração pela boca, entre outros.

Nesta trama, metáforas e símbolos incorporados literalmente às personagens ultrapassam limites da realidade e criam novas sensações que mexem com nossos sentidos.

Mexer com os sentidos?

Mexer com os sentidos!

É disto que o varejo precisa.

Criar novas experiências!

Oferecer novos formatos.

E o que há de novo neste sentido?

Dover Street Market Guinza (DSMG)

yayoi_blog

Obra da artista Yayoi Kusama

Inaugurada em março de 2012, a DSMG é mais uma loja da britânica Dover Street Market no Japão, especificamente, em Guinza, Tóquio.

Idealizadora do conceito de  pop up store, estratégia inovadora no varejo com sua Guerrilla Store, em 2004, Rei Kawakubo, por trás da marca Comme de Garçons,  é a responsável por mais novidades no varejo da moda.

O visual das tradicionais lojas de departamentos com seus corners bem delimitados e identificados por marcas, passa longe  do conceito chamado por Rei Kawakubo de ‘Beautiful Caos’.

Na DSMG não existem paredes ou logotipos das marcas estampados em fachadas. Nem divisão por andares como masculino, feminino, luxo ou seções de acessórios, etc. Uma seleção de produtos de marcas do luxo e alternativas, objetos de arte e design são randomicamente dispostos nos 1.300 m2 da loja de 6 andares.

Então, procurar e encontrar por uma marca é mais uma experiência. Surpreendente é encontrar novas marcas e produtos inovadores.

A loja vive em constante evolução. A todo tempo surge uma novidade. Novos artistas ou produtos exclusivos como a coleção branca criada pela Lanvim para DSM ou edição limitada de mobiliários da Dior Home.

São mais de 60 marcas, 49 espaços, incluindo uma padaria.

Por toda parte, existem intervenções de artistas contemporâneos, cenógrafos de filmes e teatro, além dos designers das marcas. Estas instalações de arte se misturam aos mobiliários criados por Rei Kawakubo e mais, aos produtos. Beautiful Caos!

yayoi vitrine_blog

Vitrine com produtos da Louis Vuitton.

A presença marcante das inevitáveis escadas rolantes em cada andar, foi amenizada com o trabalho da artista japonesa Kohei Nawa. São vários pilares brancos e torneados instalados de forma inclinada ao redor de cada escada rolante.

A Cabana, é uma instalação ícone na DSM de Londres, presente também na loja de Tóquio.

DSMG_blog

A Cabana e ao fundo pilares ao redor da escada rolante de Kohei Nawa

Na realidade fantástica, o “fantástico” convive com o mundano e faz parte do cotidiano. Da mesma forma, o conceito do Beautiful Caos não se trata de uma ação de temporária da loja e sim uma nova estratégia de varejo, onde não existe limite entre a arte, design e moda.

Inseto_blog

Os insetos gigantes do artista britânico Michael Howells ‘colonizam’ a loja

Esta sinergia cria ambientes mais que surreais: uma realidade fantástica!

Fotos: Divulgação

Por Noemi Saga, diretora de criação da Nomina Design.

Esse texto foi publicado na edição 143 da revista World Fashion + Varejo, na coluna +Sua Loja.

Comments are closed.