Browsing articles tagged with " homepost"
Dec
7

Os Futuristas

By Nomina Design  //  colunas, World Fashion + Varejo  //  Comments Off on Os Futuristas

Incríveis propostas surgem associando a tecnologia ao conceito das marcas, levando informação ao consumidor de forma totalmente inovadora.

A tecnologia traz novas possibilidades no dia a dia do homem, na indústria e novas formas de expressão artística.

Da tecnologia digital, o mundo virtual saindo do computador, torna-se tangível no ambiente físico. Podemos experimentar fisicamente o que antes víamos na tela do monitor.

TEAMLAB

Teamlab_FlotingFlowerGarden_baixa

 

Um belo exemplo desta experiência é a instalação interativa chamada Floating Flower Garden (Jardim das Flores Flutuantes) da TeamLab, liderada pelo japonês Toshiyuki Inoko.

Esta instalação que ocorreu em setembro, durante a Maison&Object em Paris, consistia em 2.300 flores naturais suspensas no teto e programadas para subir e descer de acordo com o movimento do visitante.

O varejo que vive em constante renovação também se apropria da tecnologia digital para criar novas experiências aos clientes. A intenção é fazer do espaço de varejo um lugar de entretenimento e novas experiências sensoriais com uma boa dose de arte e tecnologia. Levando o usuário à uma viagem no tempo e no espaço.

MELISSA

GaleriaMelissa_Londres_baixa

Na Galeria Melissa em Covent Garden, Londres o designer brasileiro Muti Randolph utilizou a tecnologia do LED para criar movimento, cor e iluminação e transpor o visitante para um cenário sci-fi de um filme.

Já na entrada uma instalação cinética formada por uma série de 21 caixas acrílicas suspensas que suavemente sobem e descem criam diferentes composições durante o dia. Cada caixa expõe uma Melissa iluminada por um sistema de LED chamado Applelec que fica instalado no topo interno de cada caixa.

Na sala maior, uma outra instalação em forma de U cria um túnel repleto de fog, neste caso digital. O túnel formado por 3 painéis brancos e espelhados que se tornam transparentes ao capturar o movimento do cliente. O fog digital é produzido por um software que alterna entre a opacidade e a transparência; a reflexão e a visibilidade produzem uma sensação de ilusão e confusão.

Por trás do painel de vidro espelhado existem 64 aberturas com a exposição das sandálias que aparecem e desaparecem ou tem sua iluminação dimerizada para criar focos em determinadas composições.

O Futurismo pode também estar presente nos ambientes de maneira mais simbólica, como nos materiais que remetem a um espaço high-tech, ou nas formas inspiradas na ficção científica e assim aguçar a imaginação do visitante.

ACNE

Acne_baixa

Com predominância do aço inox nas superfícies do interior da loja Acne em Estocolmo, Suécia ressalta a futurística instalação luminotécnica. E em conjunto com a forte presença do monolito branco passa a sensação de estar no interior de um avançado laboratório tecnológico.

LC-CC (Late Night Cameleon Cafe)

LNCC store_baixa

LC-CC é em espaço de varejo com uma curadoria de moda, literatura e música, além galeria de arte e um clube. A loja conceito situa-se no bairro de Dalston, em Londres e cinco anos após sua criação, acaba de passar uma nova transformação. Mas sempre mantendo o ambiente sensorial onde o visitante transita pelas diversas salas passando por instalações como o túnel -antes em madeira- recebeu cor branca e iluminação de LED e espelho. Seria um túnel do tempo?

 

 

Fotos: Divulgação

Por Noemi Saga, diretora de criação da Nomina Design

Esse texto foi publicado na edição 151 da revista World Fashion+Varejo, na coluna +Sua Loja

Dec
7

Estrategicamente Coloridos

By Nomina Design  //  colunas, World Fashion + Varejo  //  Comments Off on Estrategicamente Coloridos

As cores já provaram seus efeitos sinestésicos e para o store design é elemento de composição indispensável para chamar atenção para lojas e suas vitrines.

Confiram as soluções fantásticas onde o uso da cor não é nada gratuito, pelo contrário: a cor é utilizada estrategicamente para reforçar imagem de marca, valorizando temas de campanhas.

CALEIDOSCÓPIO

Babor_1_baixa

Impossível desviar o olhar da vitrine da flagship da Babor em Hamburgo, Alemanha.

Para a campanha de lançamento da Babor Fluids, uma linha de produtos de cuidados para pele, a agência de marketing e comunicação visual Dfrost criou um display, com as ampolas coloridas da Babor no centro e formando um redemoinho, posicionou diversos bastões de vidro multicoloridos criando um efeito de perspectiva como um caleidoscópio. As cores luminosas dos bastões mimetizam as cores dos ingredientes ativos concentrados da linha de produtos contidos nas ampolas, reforçando a imagem do produto.

Solução brilhante e coloridíssima para chamar atenção de produtos tão minúsculos

THIN THIN THIN

Uniqlo_Ginza_outono_baixa

Para o lançamento de um dos itens da coleção outono 2014 – o ‘extra fine merino’ – da marca de roupas japonesa Uniqlo, a designer francesa baseada em Tóquio, Japão, Emmanuelle Moreaux criou a instalação que chamou de ‘Thin, Thin, Thin’.

Fino, fino, fino, é o fio de lã merino que tem 1/5 da espessura de um fio do cabelo humano o que resulta num fio
suave e delicado. Tomando isso como ponto de partida, a designer que é conhecida pelo uso de cores fortes e vivas que emprega como meio para definir arquitetonicamente os espaços que trabalha, criou vitrines radiantes.

Na loja no bairro de Guinza, em Tóquio, a vitrine interna da loja utiliza 2.420 fios de 60 diferentes tons de cores que se cruzam do chão ao teto formando um volume tridimensional entre os manequins.

Os tons de granada, cáqui e mostarda foram escolhidos para trazer o ar do outono na composição.

A leveza dos fios suspensos como se não houvesse gravidade é uma metáfora da leveza do fio de lã merino existentes nas roupas da coleção vestidos nos manequins.

Os coloridos e finos fios em contínuo efeito de refração e reflexão, multiplicando-se infinitamente, cria uma ilusão ótica como se estivéssemos dentro de um mundo microscópico do novelo de lã extra fino merino.

COLOURFUL WIND

Uniqlo_Ginza_primavera_baixa

Esta não foi a primeira colaboração de Emmanuelle Moreaux para a Uniqlo. E as cores novamente foram protagonistas na vitrine do lançamento de um linho para as roupas da coleção de Primavera 2014. Com o tema de Colourful Wind, Moreaux criou uma instalação para as lojas Uniqlo para expressar uma brisa da primavera colorida e refrescante que deriva da sensação respirável e fresca de linho, bem como a sua textura macia e suave.

Milhares de fitas em 100 diferentes tons de cor flutuavam sobre os manequins.

Os ventiladores instalados no piso faziam com que as fitas coloridas movimentassem suavemente. Isto dá a sensação de estar na brisa da primavera. O movimento suave e o balanço do volume flutuante de cores expressa o início da nova temporada e o ‘vento colorido’.

O teto espelhado da loja replicava o efeito das cores.

SUMMER LOVERS

SummerLover_2_baixa

Rotate é uma pop up store que acontece em Sydney e em Melbourne na Austrália sob a curadoria de produtos feita pela equipe do site The Cool Hunter.

Produtos, decoração e temas da pop up terá vida útil de apenas 8 semanas para se renovar tudo novamente. Este é o conceito deste projeto: Sempre novo, sempre diferente, sempre mudando.

A pop up store com o tema Summer Lovers é muito colorida, vibrante e divertida como o verão.

No interior neutro da loja com pé direito alto de paredes brancas e piso de parquet, o destaque está nos suportes de cores vivas para exposição dos produtos.

Fotos: Divulgação

Por Noemi Saga, diretora de criação da Nomina Design

Esse texto foi publicado na edição 150 da revista World Fashion+Varejo, na coluna +Sua Loja

 

Jul
1

Parô – Suporte de bicicletas no DW!

By Nomina Design  //  design industrial, prêmios, produtos  //  Comments Off on Parô – Suporte de bicicletas no DW!

Notícia quentinha! Além do prêmio recebido pelo Girafa- escada & mancebo, mais um de nossos novos produtos participará da mostra do Prêmio Salão Design 2015.

É o Parô. Um suporte de bicicleta dobrável.

As formas da bicicleta, a praticidade e simplicidade do seu uso como meio de transporte alternativo e sustentável, inspiraram a criação do suporte de bicicleta Parô.

Parô é um acessório funcional e simples para ser usado no dia a dia do ciclista para parar a bicicleta em qualquer cômodo de forma segura e rápida. Além do uso em residências, este acessório pode ser usado em locais frequentados pelos ciclistas como estabelecimentos comerciais, lanchonetes, assim como em locais de manutenção e comercialização de bicicletas.

O próprio peso da bicicleta força a estrutura turbular de modo que a alça pressione o pneu contra a base de madeira, assim dando firmeza ao conjunto.

Seu formato e uso são instintivos, tanto para abrir/dobrar o suporte quanto para o encaixe da bicicleta.

Nesta posição de encaixe, evita o movimento de ter que levantar e pendurar a bicicleta e também, evitam as marcas dos pneus sujos nas paredes.

Bike1b

Parô- modelo 1

O Parô possui dois modelos diferentes, o modelo 1, possui um formato clássico/retrô e sóbrio, com possibilidade de acabamento de banhos de cobre ou cromagem na estrutura metálica. Tanto o formato quanto acabamentos são inspirados na década de 60/70, período em qua a bicicleta começa a ter um status de meio de transporte alternativo/sustentável. O “modelo 2” possui um de fomato mais simples, divertido e urbano. A estrutura tubular pode ter acabamento de pintura em diversas cores.
Bike2b

Parô – modelo 2

A mostra acontecerá no Jockey Club de São Paulo, durante DW! São Paulo Design Weekend, no período de 12 a 16 de agosto de 2015.

Jun
1

Faturamos mais um Prêmio: Salão Design 2015

By Nomina Design  //  Notícias, prêmios, produtos, Uncategorized  //  Comments Off on Faturamos mais um Prêmio: Salão Design 2015

Segundo semestre começando bem com boa notícia: Recebemos o Prêmio Salão Design 2015 na categoria Acessórios Domésticos com a escada & mancebo Girafa.

LO_CAPA FACEBOOK_SALAO2015_SELECIONADOS_0805

Girafa2_Blog

 

Girafa3_BlogGirafa4_Blog

Girafa1_Blog

 

May
18

Elogio da Sombra

By Nomina Design  //  colunas, World Fashion + Varejo  //  Comments Off on Elogio da Sombra

No varejo, a luz é valorizada por destacar produtos e criar cenas.

E a sombra produzida pela luz? Poderia ser um elemento de composição para criar soluções de visual merchandising?

SIM! Confiram como, na loja Smets e em duas lojas da Aesop.

Smets Bélgica

Smets_displaysbaixa

Na Smets Premium Store, uma loja de produtos de moda, arte, design e gastronomia em Bruxelas na Bélgica, a iluminação dramática transforma o display de acessórios.

O display é muito simples, mas a gradação de intensidade da luz, cria sombras em camadas que desenham a parede, chamando atenção para os produtos do setor.

Aesop Kyoto

As lojas da Aesop -marca de cosméticos- são melhores exemplos de extensão de marca. São sempre incrivelmente surpreendentes e originais.

Na loja em Kyoto no Japão, criada pelo estúdio japonês Simplicity, elementos de diferentes princípios artísticos japoneses e de vários períodos foram aplicados no interior da loja. O store design foi inspirado no ensaio “In Praise of Shadows” (Elogio da Sombra) do romancista Junichiro Tanizaki; nas casas tradicionais de Kyoto e no alinhamento vertical dos textos em japonês.

No ensaio filosófico de 1933, Tanizaki utiliza a luz e a escuridão para comparar as culturas ocidentais e orientais. As formas sutis e suaves da arte e literatura orientais valorizam a sombra e sutileza, intimamente relacionada com o conceito tradicional japonês do wabi-sabi (arte da impermanência).

aesop_kyoto_interiorbaixa

 

Na loja de paredes brancas, painéis de tecido preto transparentes separam áreas da loja. Por trás dos painéis, frascos de produtos para cuidados da pele e do cabelo estão dispostos em colunas, fazendo referência à forma vertical da caligrafia japonesa. Ao entrar na loja, sombras destes frascos através dos painéis, intensificam com sutiliza a metáfora criada pela sombra.

Aesop_Kyoto_fachadabaixa

Na fachada branca, num suporte horizontal cinza, destacam-se 03 frascos símbolo da marca.

 

Aesop Hong Kong

 

Aesop_Hong-Kong_1

 

Lanternas flutuantes inspiraram a criação da instalação da marca em Hong Kong. Oito centenas de caixas de resina dispostos no topo de hastes de aço de tamanhos variados, criam a sensação de que cada unidade ascende no seu próprio ritmo, como se estivessem sendo atraídas para cima por fios invisíveis.

A luz e sombra multiplica ainda mais o volume da composição.

O conjunto de lanternas foi encoberto por um tecido translúcido, apenas do lado aberto para a rua. As sombras através do tecido criam silhuetas de uma paisagem. A iluminação torna-se sutil criando uma atmosfera intimista interrompendo o ritmo da vida de rua e do entorno de varejo.

 

“A beleza não repousa no objeto, mas na interação entre sombra e luz criada por ele”. (Junchiro Tanizaki).

 

 

Fotos: Divulgação

Por Noemi Saga, diretora de criação da Nomina Design

Esse texto foi publicado na edição 148 da revista World Fashion+Varejo, na coluna +Sua Loja

 

Feb
6

Nomina no Canal Arte 1

By Nomina Design  //  design industrial, na mídia, Notícias, prêmios  //  Comments Off on Nomina no Canal Arte 1

O biombo Conogó está no canal Arte1, no programa Estilo.

Assista no link:

http://tvuol.uol.com.br/video/trama-de-madeira-04024D1A3470D4995326/

 

biombo_B

Entrevista_B

mockup_B

fabrica_B

fabrica1

Feb
6

PDV: Uma Estratégia Para o Mercado da Moda

By Nomina Design  //  colunas, World Fashion + Varejo  //  Comments Off on PDV: Uma Estratégia Para o Mercado da Moda

Existem diversos modelos de ponto de venda como: franquia; concessões; licenciamento; outlet (loja de fábrica); flagship store (loja conceito); stand; showroom. Os formatos tem se tornado cada vez mais inovadores como as pop up stores (lojas temporárias) e na internet com lojas virtuais e clubes de vendas com produtos promocionais para associados.

Com o advento das vendas pela internet, o chamado varejo on-line, levar o produto para mais perto do consumidor já não é o maior desafio para as marcas de moda. Mas a grande cartada dos estrategistas das marcas é, saber escolher dentro dos modelos de ponto de venda, quais são os mais adequados e, como aliar todas estas alternativas para se apresentar, ganhar e fidelizar novos clientes.

G-Star

Vejamos alguns modelos de pontos de vendas adotados pela marca holandesa G-Star que comemora em 2014, seus 25 anos sempre focados no design de seu jeans. Trabalhando sob o mesmo teto, dentro do recém inaugurado QG de 27.500m2 em Amsterdã, todas as equipes de criação respiram o mesmo DNA da marca para criar os produtos de moda, as lojas, as embalagens, as campanhas, etc. Desta forma, consolida a sua identidade em todos seus pontos de contato com o público. A G-Star Raw trabalha com um sistema de multiplataforma de vendas e ressalta a importância de todos eles.

Varejo on-line

O varejo on-line é global, não restringe territórios, além de possibilitar ao consumidor, a compra em qualquer hora sem sair da sua casa. Através de seu site, a G-Star comercializa seus produtos diretamente com clientes de mais de 50 países. Além de uma canal de vendas, o site é uma ferramenta de comunicação importante, apresenta toda a filosofia da marca, seus lançamentos e campanhas, como por exemplo sua recente coleção Raw For the Oceans com a curadoria do cantor Phrarrel Williams. A coleção eco-friendly foi feita a partir de plásticos reciclados retirados dos oceanos para a confecção de seus jeans.

Por outro lado, experiência de marca se faz muito mais fortemente nos pontos de venda físico e permite a sinergia com os clientes.

Franquias

As lojas de franquias permitem ao varejista, expandir sua marca para os mais distantes territórios com um investimento menor: as lojas e produtos são investimentos de um franqueado que conhece o mercado local. Já para o franqueado a vantagem é de trabalhar seguindo um modelo bem estruturado e com produtos reconhecidos no mercado.

A G-Star está presente no mundo através de centenas de lojas mono marcas próprias e franqueadas. Para crescer e ser conhecida no mercado internacional, a presença de lojas físicas em diversos países tem importância estratégica.

Concessão

As concessões funcionam muito bem para as grifes, e também implicam em um investimento bem menor do que a formatação de uma loja para os estilistas. Definidas como store in store ou loja dentro de uma outra loja, as concessões se realizam, normalmente dentro de uma loja de departamentos, por exemplo.

A G-Star vende oficialmente no Brasil através deste sistema store in store oferecendo seus produtos nas lojas físicas da Mandi.

Flagship

Este modelo de ponto de venda tem o poder de transmitir o conceito e levar a experiência da marca para o consumidor. No ano de 2000, quando as mais diversas marcas despontavam suas primeiras flagships pelo mundo afora, a G-Star lançou em Lyon, na França a sua 1ª flagship. Hoje, a marca continua expandindo-se com este modelo de loja, marcando presença em mercados importantes como na Ásia.

Com 680 metros quadrados divididos em dois andares, a nova loja Hong Kong é uma das maiores loja da G-Star.

A fachada foi construída a partir de uma dupla camada de chapa de aço corten inteiramente recortado com o padrão personalizado da G-Star. Este material reveste mais de seis andares de altura, e de dia a natureza bruta do aço contrasta com os edifícios de concreto, e de noite, a sua iluminação “lava” toda a sua superfície, transformando-se numa lanterna visível de longe.

O visual ‘enferrujado’ do aço corten em camadas e o recorte são interpretações de como a equipe de criação trata o seus jeans. Eles buscam num jeans rústico, o desafio de torná-lo 3D, através dos tratamentos nas lavagens, recortes, costuras, arrebites e sobreposição de camadas.

G_Star_FachadaFlagship_B

Fachada da flagship em Hong Kong 

Estúdio Itinerante

 Parece uma pop up store, pois aparece num lugar e logo desaparece, mas neste conceito criado pela G-Star tem uma grande diferença. Eles criaram a RAW Tailor Atelier onde uma equipe de alfaiates e o ateliê estão à disposição do cliente para personalizar um jeans da linha Red Listing com os botões, etiquetas e rebites da sua escolha. Em 20 minutos, o cliente terá um jeans da G-Star com o seu olhar.

O RAW Tailor Atelier pode surgir a qualquer hora em alguma parte do mundo.

 

GStar_tailore_B

Estúdio itinerante da G-Star

Stand

O stand é uma forma de ponto de venda efêmero em feiras especializadas, porém com grande potencial de venda, baixo custo e para equipe de vendas, um intenso contato com novos lançamentos da marca e com o público. As feiras trazem um feedback muito rápido sobre o produto e uma oportunidade de ver e repensar sobre o futuro da marca.

G_Star_Stand_B

 

Segundo o diretor do departamento de design e desenvolvimento da G-Star, Pieter Kool sobre a combinação do ponto de venda on-line e offline: “Nenhum deles pode substituir o outro completamente, mas sendo trabalhados juntos de forma complementar, ambos podem desfrutar de um mercado saudável. Muitos gostam de comprar um jeans on-line, mas outros preferem provar antes numa loja. E se você abraçar esta sinergia, a internet torna-se um enorme guia para aumentar o tráfego para a loja.”

O modelo de ponto de venda é importante, e muito mais importante é manter a identidade da marca em qualquer um deles.

 

Fotos: Divulgação

Por Noemi Saga, diretora de criação da Nomina Design

Esse texto foi publicado na edição 147 da Revista World Fashion+Varejo, na coluna +Sua Loja

Dec
1

Biombo Conogó na mídia

By Nomina Design  //  design industrial, na mídia, Notícias, prêmios, produtos  //  Comments Off on Biombo Conogó na mídia

No dia 27/11/2014 o Museu da Casa Brasileira divulgou a lista dos premiados do 28 Premio Museu da Casa Brasileira no evento de abertura da exposição dos produtos finalistas. O nosso Biombo Conogó recebeu o 2º lugar na categoria mobiliário. Uma grande honra em nossa primeira participação no prêmio!

Indice EstadoSP_MCB_baixa

 

 

Materia EstadoSP_MCB_baixa

 fonte: Caderno Casa dOEstado de S. Paulo de 30/11/2014 Ano 9 –Nº528

Uol_Mulher

“Prêmio Design MCB 2014 – categoria “Mobiliário” – 2º lugar: Biombo Conogó. Peça criada por Noemi Saga e Fernando Kazuo Ikeda – Nomina Design. O 28° Prêmio Design MCB teve 746 inscritos e premiou 33 trabalhos entre produtos, protótipos e textos teóricos. Os vencedores e finalistas de cada categoria ficarão expostos no Museu da Casa Brasileira até dia 25 de janeiro de 2015. Outras informações: www.mcb.org.br” UOL

fonte: Site Uol 

Site_CasaVogue_parte

 

“O biombo Conogó ficou em segundo lugar na categoria mobiliário. Composta por réguas perfuradas em diferentes alturas, a peça tem uma curva instigante e é fácil de fabricar.” Casa Vogue

fonte: Casa Vogue

Dec
1

Evento 28 Prêmio Museu da Casa Brasileira

By Nomina Design  //  na mídia, Notícias, prêmios  //  Comments Off on Evento 28 Prêmio Museu da Casa Brasileira

No dia 27/11/2014, estivemos na cerimônia de premiação e abertura do 28 Prêmio Design Museu da Casa Brasileira.

Nosso Biombo Conogó recebeu o 2º lugar na categoria mobiliário. Ele estará exposto no Museu até o dia 25/01/2015. Confiram ao vivo juntamente com outros produtos premiados e finalistas.

IMG_7884_baixa

IMG_7896

Conogo1_MCB_baixa

Conogo2_MCB_baixa

Dec
1

Biombo Conogó – Premiado no 28 Prêmio MCB

By Nomina Design  //  design industrial, na mídia, prêmios, produtos  //  Comments Off on Biombo Conogó – Premiado no 28 Prêmio MCB

Nosso Biombo Conogó recebeu o 2º lugar no 28 Prêmio Museu da Casa Brasileira (MCB).

CertificadoNomina_MCB_baixa

comselo

“Peça que chama atenção por sua simplicidade construtiva, o Biombo Conogó apresenta um projeto inteligente: a partir da reprodução de um único componente, é capaz de obter um processo produtivo fácil e viável. A peça é formada por dois módulos que podem ser repetidos conforme o tamanho do ambiente. Cada um deles é composto por réguas com furos, cuja variação na posição possibilita a curva surpreendente.” MCB

Nesta segunda versão do Conogó, fizemos algumas alterações: afinamos as extremidades superiores e arredondamos as arestas de cada régua.

Esta transformação proporcionou uma leveza visual ao produto.

ConogoCores_baixa

Na versão pintada,  cada régua pode receber cores diferentes que ao caminhar ao redor do biombo, fazem surgir visões diferentes da peça, como nas obras da arte cinética.