Browsing articles from "November, 2011"
Nov
30

Cores vivas para diversão em família

Neste projeto residencial, o desafio foi reunir todos os hobbies da família em uma sala de 37 m2.

As nuances do azul dominam o ambiente e aparecem na fórmica da bancada, nas paredes e no sofá. A cor também está na mesa, no frigobar retrô e nos detalhes do pufe. Para contrastar, as cores vivas aparecem nos detalhes: o gaveteiro amarelo e a mesa lateral vermelha. O preto nas cadeiras e no rack e a cor cinza do tapete e cortinas evidenciam todas as cores.

O projeto e seleção de mobiliários também têm um lado divertido, já que os móveis fogem do desenho convencional. Um exemplo é o rack preto com pés torneados e puxadores maximizados (foto abaixo) que combinam com as curvas da mesa lateral vermelha e as cadeiras plásticas Panton pretas.

Nov
26

Cartões de Natal

By Nomina Design  //  design gráfico  //  Comments Off on Cartões de Natal

Os três cartões de Boas Festas criados pelos designers da Nomina para a Legas nos anos de 2006, 2007 e 2008 trouxeram detalhes diferenciados que faziam referência à versatilidade da marca.

Em 2006, o cartão (foto acima) vinha com peças em dobradura que, uma vez destacadas, podiam ser usadas como enfeites de árvore de Natal. Ilustrações na cor cobre foram impressas tanto no envelope quanto nos enfeites.

Para o modelo de 2007 (foto acima), criamos um cartão pop-up com tirinhas recortadas que, juntas, formavam um dos produtos fabricados pela empresa, o busto para exposição de roupas. A impressão da cor prata foi feita sobre o canson branco, com verniz de reserva nas estrelinhas e na base do busto.

O cartão de 2008 (foto acima) retomou o conceito multiuso: a embalagem transparente continha quatro figuras destacáveis no formato de enfeites de Natal tradicionais que podiam ser pendurados na árvore e muitas estrelinhas.

Nov
25

Luz deve refletir imagem da marca

By Nomina Design  //  colunas, World Fashion + Varejo  //  Comments Off on Luz deve refletir imagem da marca

Muito além de sua função técnica na arquitetura, a iluminação é uma das principais ferramentas do visual merchandising. Ela pode transformar a cena, criar uma atmosfera, atrair o olhar, influenciar no humor e, com certeza, provocar emoções.

Claro e Escuro, um recurso intimista

Entre os recursos que se pode construir com as técnicas de iluminação está a quantidade de luz que incide no ambiente. O seu excesso ou escassez diz muito a respeito da impressão que se deseja causar no espectador.

A loja de lingerie Undress me, em Kent, Inglaterra, destaca-se de seus vizinhos pela penumbra criada em seu interior, de onde apenas alguns flashes de luz saem da vitrine. O clima é de um “bordel chic” com performances de modelos vivos. O efeito de meia-luz é produzido por arandelas fixadas nas paredes, irradiando luz de lâmpadas incandescentes, o que cria uma atmosfera intimista e exclusiva, fazendo com que o cliente se aproxime de cada produto em exposição.

Efeitos visuais

A loja do MoMA, Museum of Modern Art, em Nova York, tem sua iluminação baseada na icônica lâmpada fluorescente tubular. Os tubos são visíveis através do material translúcido instalado no teto e nas paredes, e se repetem com regularidade criando uma textura visual. Este recurso, chamado de backlight, também foi utilizado nos nichos de exposição, onde as diferentes formas e materiais dos produtos à venda tornam-se mais interessantes ao serem revelados através de suas silhuetas.

Um efeito sutil de estratificação foi obtido com tubos verticais de neon embutidos nas estruturas frontais dos nichos e as colunas de ferro fundido da loja foram revestidas com lâminas de vidros verdes jateados e iluminados internamente por fibra ótica.

Natural ou Artificial definem o bem-estar

A iluminação natural é uma grande aliada das marcas com forte apelo do lifestyle. Claraboias, átrios, bay windows, tetos retráteis e vitrines trazem a luz do dia para dentro da loja, o que cria uma sensação de bem-estar e contato com o mundo externo, além de reavivar as cores naturais dos produtos. Motivo este, inclusive, que elevou o número de estabelecimentos com grandes painéis de vidro em suas fachadas.

Luzes esculturais

A White Gallery, em Roma, é uma loja italiana com conceito de galeria de arte. São 5 mil m2 com uma seleção de moda, acessórios, livros e restaurante. O principal elemento de design é uma luminária escultural denominada Fluxus que fica suspensa no teto e flui pelo espaço como uma malha tricotada. Esse ponto de “tricô”, criado pelo designer Karim Rashid, é quase uma instalação de vidro murano que, ao ser “tecido” pela artista plástica Michela Vianello, recebeu a forma de uma escultura.

A empresa Andromeda fabricou o Fluxus com 8 mil peças de vidro em cores que variavam entre o preto, branco e três tons de cinza. A escultura cobre 60 m2 do ambiente com 5 mil lâmpadas halógenas embutidas, e ainda filtra a luz natural que entra pela enorme claraboia existente na loja. O efeito da luz natural sobre o vidro colorido cria movimento para a imensa peça, que já se tornou símbolo da White Gallery.

Luz cria memória visual

Fachadas, vitrines e letreiros se transformam ao anoitecer. E é neste momento que a iluminação cumpre um papel muito importante. A arquitetura do prédio, em diversos casos, faz parte da identidade de uma marca e é ícone na construção de sua imagem. Muitos têm valor histórico, como os que abrigam a Le Bon Marché e a Printemps, ambas em Paris, assim como a Harvey Nichols e a Harrods (foto abaixo), em Londres.

A iluminação em suas fachadas molda as formas e acende a atenção não só para a arquitetura, mas também para a sua marca, por 24 horas. Os períodos de campanhas promocionais, em especial o Natal, são quando essas construções se transformam em grandes vitrines para as marcas.

Ponto focal

Seja em Tóquio, Barcelona, Londres, Paris ou Milão, a marca de calçados espanhola Camper utiliza o mesmo elemento chave para a exposição dos calçados: uma ilha central iluminada por luminárias pendentes – esta é a sua marca. Cada loja recebe um tipo de projeto criativo para dar destaque à iluminação. Pendentes em terracota foram desenvolvidos exclusivamente para a loja de Londres. Na de Paris, as luminárias vestem calças, bermudas e saias para dar destaque à mesa central de calçados. Já no caso de Tóquio, luminárias espelhadas pendem de um forro dourado.

Fotos: Divulgação

Por Noemi Saga, diretora de criação da Nomina Design.
Esse texto foi publicado na edição 30 da revista World Fashion + Varejo, na coluna + Sua loja.

Nov
24

Nucleo em detalhes: papelaria e embalagens

By Nomina Design  //  design gráfico, identidade  //  Comments Off on Nucleo em detalhes: papelaria e embalagens

A estampa com formas circulares que remetem ao logotipo da marca e a cor azul  fazem parte da nova identidade da Nucleo, e foram aplicados na papelaria, embalagens, tags, etiquetas…

Nov
24

Nucleo em detalhes: convite para lançamento

By Nomina Design  //  design gráfico, identidade  //  Comments Off on Nucleo em detalhes: convite para lançamento

Para a inauguração da Nucleo, o convite, destinado aos clientes VIP da marca, trazia um cartão de fidelidade e um kit-costura como brinde.

O convite aberto com o kit-costura na embalagem azul e o cartão VIP


Detalhe do kit-costura

Nov
23

Camaleão: um display com amplo potencial de usos

By Nomina Design  //  design gráfico, design industrial, display  //  Comments Off on Camaleão: um display com amplo potencial de usos

Mais uma criação da Nomina Design para a Legas, o display Camaleão foi apresentado no estande da marca na feira Apas 2010 mostrando grande versatilidade: a peça poderia expor qualquer produto! Alterando apenas arte e as bandejas que o compõem, o Camaleão pode facilmente se transformar em um display para cosméticos, bebidas, eletrônicos… As possibilidades são muitas e, por isso mesmo, ele é um símbolo de todo o potencial de produção da Legas Display.

Esta versão foi feita utilizando diversos materiais e técnicas (PVC expandido, estrutura metálica, bandejas plásticas em vacuum form, iluminação em LED e monitor LCD com realidade aumentada).

O display, concebido para ser desmontável, foi exposto em duas versões: uma apresentação explodida (imagem acima) e outra montada onde os visitantes podiam interagir (imagem no início do texto).

 

Nov
22

Supermercado Leve – uma ideia muito verde

By Nomina Design  //  design gráfico, identidade, projetos comerciais  //  Comments Off on Supermercado Leve – uma ideia muito verde

Para um antigo supermercado localizado na cidade de São Roque (SP), nossa equipe reformulou por inteiro o espaço e o seu conceito de varejo. Assim, um novo nome e nova marca foram criados. Tons de verde e marrom, e materiais de acabamento naturais como a madeira fazem parte da identidade da marca.

O projeto de mobiliários para FLV (frutas, legumes e verduras) e para vinhos teve atenção especial.


Detalhe: projetos gráfico e de sinalização inspirados nas tradicionais feiras livres.

Nov
22

Nomina na mídia: convite-origami na THEmag

By Nomina Design  //  design gráfico, na mídia, Notícias  //  Comments Off on Nomina na mídia: convite-origami na THEmag

A italiana THEmag é uma revista digital bem interessante; seus colaboradores garimpam os projetos mais legais de design, arquitetura, arte e moda para compartilhar com os leitores do mundo todo. E olha que legal: um projeto bem bacana que apareceu por lá nos últimos tempos foi o nosso convite-origami! A peça, como a gente já contou aqui, foi criada para a inauguração do showroom da Legas Design e conta com um mini-cabide criado pela própria Legas. Confira o printscreen aí embaixo ou leia a notinha no site!

Nov
21

Dom Shoes – Identidade para loja de calçados

By Nomina Design  //  design gráfico, identidade, projetos comerciais  //  Comments Off on Dom Shoes – Identidade para loja de calçados

Construir uma marca do zero é sempre um trabalho muito gratificante para nós da Nomina. O case da Dom Shoes teve início em 2007 e envolveu as criações do Naming,  do Logotipo, da Identidade Visual, do Store Design, do Visual Merchandinsing e do Material de Divulgação. De lá para cá, projetamos 03 lojas em shoppings na cidade de São Paulo e todas seguem  a mesma identidade. Com uma proposta diferenciada para o segmento de calçados e acessórios masculinos, tanto o produto quanto o espaço deveriam transmitir os valores da nova marca.

Como numa  galeria de arte, onde as obras são valorizadas uma a uma, os calçados e acessórios deveriam receber o mesmo tratamento. Fazendo um aproveitamento total das paredes da primeira loja de 32 m2, criamos mobiliários verticais com nichos iluminados e um móvel no corredor central para a exposição dos produtos que era iluminado por um grande pendente. O interior dos nichos recebeu a cor vermelha, uma das cores institucionais da marca.


Fachada da Dom Shoes no Shopping Anália Franco


Ilustração conceitual


Interior da loja


Detalhe do piso: quadriculado formado por  placas de carpetes em 03 tons diferentes.

Fachada da loja no Bourbon Shopping

Entrada da loja no Bourbon Shopping

Detalhe interno: o vermelho também está presente no nicho para cintos

Área para experimentar os calçados

Fachada da loja no Shopping Vila Olímpia

Mix de nichos com e sem fundo vermelho

Nov
17

Visual merchandising + design visual

By Nomina Design  //  colunas, World Fashion + Varejo  //  Comments Off on Visual merchandising + design visual

Muito já se foi falado nesta coluna sobre a identidade de uma marca na arquitetura e no design de interiores de uma loja, ressaltando o design de mobiliário ou instalações, a iluminação e a personalidade que distinguem uma marca da outra. No entanto, as ferramentas do visual merchandising e do design visual também são fortes aliados para a transmissão das mensagens de valores de uma marca. A apresentação dos produtos é um ponto crucial para a sua imagem. Na maioria dos casos, os produtos podem ser organizados em grupos (por cores ou tipos), isolados (peças-chaves ou peças conceituais) ou co-relacionados (jeans e camisetas) dependendo da narrativa que se quer criar. Outras considerações como tamanho (underwear x blusões), quantidade para exposição e em estoque (araras x gavetas/prateleiras), preço (caro x barato),  segurança (jóias), serviços (demonstração) definem a apresentação do produto. Mas não é somente isto, a maneira como se planeja esta apresentação está relacionada à campanha – que pode ser um lançamento de um novo produto ou coleção, ou uma liquidação, ou uma data comemorativa,  etc… – com a identidade da marca. Isto significa dizer que a identidade estará também no merchandising que é a transformação do tom da marca em um modelo 3D através da relação dos produtos nos displays com os materiais gráficos de ponto de venda.

Para a Camper, especialista espanhola em calçados, o humor desempenha uma importante contribuição para a comunicação da marca e isto aparece nos seus produtos que são alegres, como o sapato da foto acima, e em toda comunicação gráfica nas lojas que incluem: sinalização, sacolas, caixas, brochuras e cartazes.

O design da embalagem é outro item que reforça a imagem que se deseja comunicar sobre o produto na exposição. Marcas de alimentos como chocolates e chás são experts neste assunto. As francesas Pierre Hermè, Ladurée e Maison Fauchon são exemplos disso.  Esta última, situada na Place de la Madeleine em Paris, é considerada uma das melhores boutiques de alimentos do mundo. Na loja, predomina a cor púrpura sobre o dourado, o preto, o cinza e o branco, e existe um especial cuidado com a disposição de seus produtos que se destacam pelas cores e formas de suas embalagens que, além de tudo, comunicam o seu caráter excepcional.

Os grafismos e cores nas embalagens não só contribuem na organização e na identificação de sabores de chocolates, madeleines e chás em vitrines e prateleiras, mas induzem a “comer com os olhos”.

Na vitrine com o tema “French to Eat”,  as embalagens nos tons dourados formam um famoso marco parisiense, a Torre Eiffel, sobre o “enigmático e doce” olhar da Monalisa.

Nos cartazes, os pecados da luxúria e da gula não representam culpa para se experimentar mais um doce.

Fotos: Divulgação e Noemi Saga (Maison Fauchon)

Por Noemi Saga, diretora de criação da Nomina Design.
Esse texto foi publicado na edição 135 da revista World Fashion + Varejo, na coluna + Sua loja.